Círculo Completo de Aprendizagem

Círculo Completo de Aprendizagem

A aprendizagem começa com a curiosidade. Desde o jardim de infância (K) até ao 12º ano, cada aluno da Clonlara aprende através de um processo individualizado chamado “Círculo Completo de Aprendizagem” (Full Circle Learning). Este método incentiva os alunos a formular perguntas e descobrir respostas sobre assuntos que captam a sua atenção, levando-os a uma compreensão mais profunda que desafia o saber e os conceitos estanques da aprendizagem convencional.

O Círculo Completo de Aprendizagem engloba a missão e filosofia da Clonlara, oferecendo uma estrutura tangível que capacita cada aluno a definir o que quer aprender e a fazê-lo de forma cada vez mais independente. O método é inclusivo e aplicável a todas as faixas etárias, independentemente do estilo de aprendizagem.

Ao ler as descrições de cada etapa do processo, tenha em mente que não necessitam de ocorrer necessariamente pela ordem como estão apresentadas.

Escolha um tópico ou explore os seus interesses. Faça um brainstorm sobre o que pretende aprender. Considere os seus interesses, valências, metas, desafios, paixões, talentos e necessidades.

Esta etapa envolve uma exploração mais aprofundada do tópico para direcionar o estudo. Crie uma “pergunta orientadora” à qual o seu estudo se concentrará em responder. Por exemplo: Como se formam os flocos de neve? Por que é que as cobras perdem a pele? Quantas estrelas existem? Porque é que o filme da Cinderela é diferente do livro? Como posso transformar frações em decimais e vice-versa?

A pesquisa é a identificação de recursos e a quantidade de tempo necessária ao estudo. É a preparação das bases para a proposta, a determinação de como aprofundar e abordar o tema/projeto. É aqui que se define o objetivo final do estudo.

É o compromisso onde se regista o que se espera descobrir, como pode aprender sobre o tema definido, que recursos irá utilizar: pessoas, lugares, internet, livros, etc.

O mentor pode ser um pai, professor, tutor, membro da comunidade, membro da família, outro estudante ou um perito no tópico que vai ajudar a conseguir realizar a proposta.

Pode incluir: criar, construir, fazer, ler, pesquisar, assistir, experimentar, praticar, modificar, experienciar, seguir indicações ou escrever sobre o tópico. É a etapa em que o estudante progride de uma base de conhecimento simples para a descoberta de novos conteúdos ou de uma maior habilidade. O trabalho de campo pode ser feito em qualquer local: um laboratório, uma biblioteca, uma viagem, uma sala de aula ou no seio de um grupo.

É o registo da experiência de aprendizagem. Inclui uma lista dos recursos utilizados, as descobertas feitas e as experiências do aluno durante o estudo.

O portfólio é o produto completo que mostra a experiência de aprendizagem. É apresentado no formato que melhor ilustre o tópico e o processo de aprendizagem.

A apresentação pode ser uma exposição, uma demonstração, uma performance, um discurso ou uma reunião com uma equipa de apoio para discutir o progresso da aprendizagem. É uma partilha de habilidades e conhecimentos. Pode ser oral ou incluir suportes escritos e/ou visuais.

O processo de reflexão aborda questões como: “O que aprendi sobre mim próprio?” “O que descobri sobre como aprendo?” “Que curiosidades e interesses desenvolvi a partir desta experiência?” “O que funcionou e o que não funcionou?“